quinta-feira, 17 de novembro de 2011

É assim.



Estou numa fase da minha vida que não é nada fácil, sério. Todo mundo me vê como se eu fosse a pessoa mais feliz do mundo, com sorrisos e brincadeiras. Mas ninguém, realmente ninguém sabe como me sinto. Eu posso falar para meio mundo que eu estou feliz sem ninguém, que eu não amo, que não gosto de ninguém, mas eu sinto falta disso. Por mais que seja muito bom não amar, para mais tarde não sofrer, não se iludir. Mas eu preferia amar do que sentir um vazio dentro de mim. Sim, eu me sinto assim. Eu me sinto fria vazia por dentro.  Sabe me faz falta um amor que esteja do meu lado sempre que precisar, de um carinho, de um aconchego, de uma abraço. De implicar comigo com que roupa eu saio. De me abraçar e dizer bem baixinho que me ama. Já com lágrimas nos olhos agora, vou me lembrando de todos os momentos felizes que tive em minha vida. Que por momentos pensei que nunca mais nem se lembraria deles, pois estava com uma única coisa na cabeça: Não amar, ser feliz, curtir a vida. Ficar com todo mundo e etc. Mas hoje, depois de tudo que fiz, depois de ter machucado pessoas, ter feito elas de bobas. Eu vejo que fui uma completa idiota. E agora eu sinto a dor que alguns sentiram por minha causa. Eu sinto que falta alguém, mas quem? Será que esse amor vai demorar chegar? Cansei de correr atrás, de me apaixonar por pessoas que não valem a pena. Já cansei de ficar por ficar. Eu quero alguém, alguém que me ame realmente, do jeito que sou. Com meus vícios e defeitos; com minhas perfeições e imperfeições. Quero alguém que eu ame, com toda força do mundo. Enfrentar ao lado dela, todas as barreiras existentes. Tudo o que precisar. Só quero alguém do meu lado. Que eu ame, para que eu possa amar.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário