quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Em todas as vidas possíveis



E hoje eu sei o quanto é importante ter uma amizade, alias uma amizade verdadeira. Sempre pensei que uma melhor amiga, fosse aquela menina, sabe aquela que iria ficar sempre do meu lado, ou que te levasse pra uma festa muito louca, te apresentasse os amigos dele, que passasse tardes na sua casa sem fazer nada e ainda assim estaria feliz de estar ao seu lado? Mas, eu descobri que não é assim. Posso ter perdido minha força, minha coragem, minha alegria, mas eu te encontrei e em você há tudo o que eu perdi, e muito mais. Você consegue ser minha força, me dá toda a coragem que eu preciso, e a alegria volta ao seu lado. Mas por um lado, isso é bom. Porque sentindo sua falta, percebi que o que eu sinto por você não foi modificado nem ao menos pela distância. Só cresceu, e cresce mais a cada minuto. Além de que a distância realmente não importa, e não afeta quando o sentimento é verdadeiro. Lembra quando a gente dizia que nunca iríamos nos separar? Então, nós nunca vamos. Porque não somos só amigas externas, e sim amigas de alma, de coração, e eu agradeço todos os dias por isso. Saiba que eu nunca vou te deixar, e nunca vou esquecer todas as risadas, os choros, os conselhos, os desabafos, as conversas, as loucuras, e todos os outros milhares de momentos especiais que passamos. E eu morro de medo de te perder, de você me esquecer, de me trocar, de achar alguém que simplesmente te faça mais feliz. Mas ao lembrar-me de você, e de como nossa amizade foi e sempre vai ser especial, me vem à certeza de que isso não aconteceria, e não irá acontecer.  Acredite você é eterna pra mim.  


Dedicado a Marina Dantas/Taynara Block 

Nenhum comentário:

Postar um comentário