segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Mas uma nova confusão.

E agora uma lagrima cai de meu olhos, mas uma vez. Por causa de um sentimento que antigamente senti e que prometi a mim mesma que nunca mais o sentiria, um sentimento que me corroê por dentro. Uma necessidade de uma pessoa que talvez nem sinta a minha. Que para alguns é apenas uma mera paixão de um verão que nunca acaba. Pequenas palavras, mas com enormes significados, que me faz sentir como se eu fosse unica, como se eu fosse a pessoa mais perfeita do mundo. A unica que me entende realmente, que me faz sentir uma coisa incomum; um sentimento que já senti um dia, só que agora vejo que eu quero senti-lo! Quero estar ao seu lado, quero chamar de minha, quero te-la perto de mim, cuidar de você, te mimar e dizer que você é a pessoa que eu sempre precisei. Venha comigo, deixe seus problemas de lado e venha viver comigo. Deixe eu fazê-la feliz. Aqui sozinha fico a chorar, sem motivos, sem causas… Sem explicação! Queria entender o que eu sinto, o que você sente, o quão é seguro de sentir isso. Queria apenas entender algo.