quinta-feira, 31 de maio de 2012

Vermelho sangue.



Eu imagino mortes, a crio e até vivo.
Por talvez serem mais fáceis, menos complexas e mais organizadas.  Mais fortes, delirantes, mas profundas. Mais impactantes. É algo subliminar imaginar coisas do tipo. É a mesma coisa que sentirmos a morte se aproximando de nós...
A respiração fica ofegante, você sente a dor de algo entrando em seu peito. Ou de alguma coisa que faça parar todos seus movimentos.
O mundo se fecha, seus olhos se fecham e você não sabe nem o que se passa por fora de você... Sente apenas sua alma e seus pensamentos. Na qual, e da onde vem todas as deliciosas palavras e imagens que nos tormenta e nos faz acreditar mais ainda que a morte não é nada difícil.
Sim, tenho medo dela.
Acho que não suportaria, mas enquanto ela não vem (ainda bem) eu fico a escrever e me deliciar com palavras que geram medo e tormenta a alguns.

sábado, 19 de maio de 2012

Aos melhores.

A cada dia que se passa eu agradeço mais a Deus por ter colocado vocês na minha vida. Vocês me entendem como nenhuma outra pessoa é capaz de entender. É difícil explicar... Eu posso até dizer que eu não acreditava muito nisso de ter vários ‘melhores amigos’, porque todos os outros usavam minha confiança e de repente sumiam. Diziam estar comigo e quando eu precisava não estavam mais ali. Vocês me mostraram que as coisas não são assim e me fez ficar dependente de vocês. Me ensinaram que não existe tempo ou momento pra acontecer uma amizade verdadeira, ela simplesmente acontece e não tem outra explicação. Vocês são as pessoas que eu tenho total confiança em entregar todos os meus segredos, vocês me atura quando nem eu mesma consigo me aturar, independente do meu humor, do meu temperamento. Quando estou insuportavelmente feliz vocês me mandam calar a boca, quando estou chorando vocês me consola, quando estou prestes a explodir, vocês me acalma, quando quero me afogar em lágrimas e sumir vocês conta uma piada idiota e logo me faz sorrir. Ninguém mais no mundo consegue colocar um sorriso tão sincero e bobo no meu rosto quando estou pronta pra chorar. Que me dá bronca quando necessário, mas que me dá o melhor abraço quando preciso ou não também. Talvez vocês nem façam ideia do quanto eu amo vocês, talvez eu não saiba expressar, ou simplesmente escolher as palavras para explicar o meu sentimento por você. Eu queria saber demonstrar o meu amor por vocês, saber agradecer por vocês serem esses amigos tão perfeitos, esses irmãos, esses companheiros… E sabe, hoje eu parei para pensar na importância que vocês tem para mim, na sorte que eu tenho de ter vocês como meus melhores amigos, como anjos, e só Deus sabe o medo que eu tenho de perder vocês! Seremos amigos até depois do fim, e pode ter certeza que depois que todos se forem, será eu que permanecerei ao seu lado, sempre!  Eu sei que sou chata, irônica, arrogante, retardada, mas eu também sei que vocês me amam e que sempre estarão comigo. Hoje aqui pensando, eu vi o quão valor que vocês têm para mim. E eu nunca na minha vida iria conseguir dizer tudo o que sinto ou expressar de qualquer outra forma. Eu só quero agradecer, agradecer por tudo o que tens feito para mim, desde quando nos conhecemos. E quero deixar uma coisa bem clara: EU AMO VOCÊS.

Um ser de um não ser.



Não, eu não sou um monstro, eu não tenho doença alguma e isso não é coisa da minha cabeça. Eu só queria ser feliz, você entende isso? Eu nunca fiz nada sem pensar em você ou nos seus sentimentos. Sabe do que eu tenho vontade agora? De me matar, sinceramente, tenho vontade disso. Acho que sou egoísta, pois não sou. Se não teria te contado tudo a 5 anos atrás. A única coisa que passa em minha cabeça agora é desistir, desistir de tudo e todos.  Melhor morrer de uma vez do que sentir isso o que estou sentindo. Eu nunca fiz de propósito, nunca tentei magoar você e nem destruir a sua família, nunca tentei acabar com seus sonhos, eu sempre quis seguir os meus, mas você estava neles. Sim estava, não está mais. Eu vou te mostrar que isso não é nada. E que nunca irá influenciar na minha vida, te mostrarei que a minha escolha de ser homossexual não irá mudar nada. E realmente eu não ligo para o que os outros falam de mim, pro que dizem pro que pensam. Eu ligava para o que você achava agora já não ligo mais, seu preconceito me fez rever meus conceitos por você e já não é os mesmos. Desculpe-me ser uma filha assim, eu não escolhi, esse é meu destino é minha vida. E eu sempre irei buscar a minha felicidade e irei passar por cima de tudo e todos para que isso ocorra. E irei te mostrar que isso não vai destruir a minha vida, esfregarei na sua frente. 

sexta-feira, 18 de maio de 2012

E quem diria...



E não é verdade mesmo o que dizem... Que o futuro é desconhecido. Quem diria que você, uma pessoa que amo tanto, admiro e esmero me falaria essas coisas tão tenebrosas a ponto de me machucar mais do que qualquer coisa possível no mundo. Dói, machuca, rasga por dentro e ninguém é capaz de entender isso, só passando por tudo. Ser tratada como um monstro, como um lixo, como se tivesse alguma doença ou algo do tipo, não é nada bom. Não quando vem da  pessoa que te colocou no mundo. Eu sei que se decepcionou comigo, mas tenha certeza de que me decepcionei mais. Por ter dito tudo aquilo... Num momento meu de fraqueza você poderia estar do meu lado... Apoiando-me. Quem diria que minha vida viraria um inferno desses. Quem diria que um dia eu realmente iria ter coragem de sair de casa. Nem se fosse para ir morar na rua. Isso me dói mais do que qualquer coisa no mundo. Sendo que na verdade eu só queria que me entendesse... Só agradeço mesmo pelo meus amigos, pois não sei o que seria de mim aqui, hoje! Mas nada se compara a você e sabe todo aquele amor que sentia por você, mãe? Está sumindo. 
Estou cansada sabe? Cansada de ser a ovelha da família, cansada de ser sempre a errada ou a que sempre acerta mais ninguém realmente vê isso.
Cansada de correr atrás das pessoas e não receber nada em troca. Uma coisa gera a outra? Claro. Só que não quero que gere para o meu mal. Coisa que esta acontecendo demais ultimamente. Aquele monte de promessas que eu sempre fiz, que até hoje eu não cumpri nenhuma. Vejo coisas sendo desfeitas na minha frente e eu continuo parada apenas a observar. E digo que a partir de hoje irei mudar tudo isso.
 Irei mudar meu destino.
Não terei tempo para pensar em amor ou amar.
Pensarei apenas em mim, para que mais tarde eu não me arrependa dessa vida que vivo.


sábado, 5 de maio de 2012

Um dia.

Eu sinto que já não é mais o mesmo amor de antes. 
É algo mais forte sabe? 
Mais completo. 
Mas definido. 
Algo que se propõe a dizer que é mais que apenas uma mera vontade. 
Algo subliminar... 
E só nessas horas eu consigo dizer tudo o que sinto. 
Pois mesmo que sabendo o que escrevo. 
Não tenho controle suficiente para as minhas palavras. 
Um dia, ainda lhe direi tudo, tudo o que está guardado em mim. 
Um dia.

Vontades incontroláveis.




E eu só queria ter seus lábios aos meus. Queria poder beijar-te como se fosse minha para sempre. Como se nunca estivesse sentido algo antes tão forte quando a nós juntas.  Queria poder desfrutar de todos os seus sentimentos. Suas carícias, seus exageros de ternura e de romantismo. 
Queria poder lhe dizer tudo o que sinto que o orgulho não me deixa falar. 
Queria poder olhar em seus lindos olhos brilhantes e dizer tudo o que sempre sonhei. Quero sonhar com teu belo sorriso todas as noites e dizer o quanto é bom sorrir com o mesmo. 
Queria poder dizer o quanto é bom, ver meu calor se transmitindo com o seu, sentir seu suor sobre minhas mãos e poder se deliciar com tua respiração ofegante em meus ouvidos.
 Poder ouvir e sentir, cada detalhe do que sente sobre mim e por mim. 
Poder um dia, sentir que você é realmente minha. 
E dizer que você que você é tudo o que quero. 
Não o que quero pra sempre, mas sim o que quero agora.
 O que necessito. O que estimo. Só preciso... 

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Apenas é


E só eu sei o que eu estou sentindo e o que se passa, aqui dentro de mim. Sempre que tento explicar alguma coisa ou algo, entendem errado.  Ora dizem que estou apaixonada, ora dizem que não passa de uma mera paixão. E é ai que me acolho num canto para pensar, pensar sobre tudo o que dizem e principalmente tudo que esta dentro de mim. O que sinto o que desejo, o que espero. E vejo que é uma mistura, uma mistura de tudo um pouco. 


Algo que não faz sentido. Algo que fere, mas ao mesmo tempo cura. Algo que me deixa triste, mais ao mesmo tempo de deixa alegre.  É uma sensação boa, de alívio por ter alguém perto, mas também ruim, por medo; medo de me machucar. Mesmo eu me fazendo de forte e tentando fortalecer mais ainda essa capa que está por fora, que me deixa mais fria e sem sentimentos.  Que ao mesmo tempo me deixa fria e quente. Que não me faz sentir e mesmo assim me faz sentir coisas que eu nunca imaginaria sentir novamente. É complexo, confuso, estranho. Apenas é.  Sem explicações, sem razões, sem derivações. 
Só de sentir me faz bem. 

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Seremos nós



                                                           Sentir o desejo, a vontade incontrolável, sentir saudade, sentir falta, sentir-se... Uma vontade que abrange qualquer barreira existente. Uma vontade de amar, de amor, de se dar e se doar que é capaz de deixar qualquer sofrimento antigo no passado. É forte eu sinto. E somos nós. Que ainda nem somos nós. Somos eu pensando em você e você raramente pensando em mim.  Somos nós, você com a sua vida e eu com a minha, a ponto de dedicar um pouco dela a você. Somos nós, você com uma mera saudade e eu ainda com aquele friozinho na barriga de primeiro encontro.  
O que é isso? Eu juro que não faço ideia. É estranho e confuso. Ao mesmo tempo quero mais logo já não quero mais. Olhar uma foto e sonhar com o momento em que te terei novamente em meus braços. Deliciar-me com seu sorriso que não sai de jeito nenhum da minha memória. Então te peço, goste de mim. Só goste. Não me ame e não deposite suas esperanças em mim. Apenas me escolha, me ature e me ame sem prescrição. E eu serei minha, você será seu. Serei sua e você será meu. Seremos nós.