quarta-feira, 2 de maio de 2012

Seremos nós



                                                           Sentir o desejo, a vontade incontrolável, sentir saudade, sentir falta, sentir-se... Uma vontade que abrange qualquer barreira existente. Uma vontade de amar, de amor, de se dar e se doar que é capaz de deixar qualquer sofrimento antigo no passado. É forte eu sinto. E somos nós. Que ainda nem somos nós. Somos eu pensando em você e você raramente pensando em mim.  Somos nós, você com a sua vida e eu com a minha, a ponto de dedicar um pouco dela a você. Somos nós, você com uma mera saudade e eu ainda com aquele friozinho na barriga de primeiro encontro.  
O que é isso? Eu juro que não faço ideia. É estranho e confuso. Ao mesmo tempo quero mais logo já não quero mais. Olhar uma foto e sonhar com o momento em que te terei novamente em meus braços. Deliciar-me com seu sorriso que não sai de jeito nenhum da minha memória. Então te peço, goste de mim. Só goste. Não me ame e não deposite suas esperanças em mim. Apenas me escolha, me ature e me ame sem prescrição. E eu serei minha, você será seu. Serei sua e você será meu. Seremos nós. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário