sábado, 19 de maio de 2012

Um ser de um não ser.



Não, eu não sou um monstro, eu não tenho doença alguma e isso não é coisa da minha cabeça. Eu só queria ser feliz, você entende isso? Eu nunca fiz nada sem pensar em você ou nos seus sentimentos. Sabe do que eu tenho vontade agora? De me matar, sinceramente, tenho vontade disso. Acho que sou egoísta, pois não sou. Se não teria te contado tudo a 5 anos atrás. A única coisa que passa em minha cabeça agora é desistir, desistir de tudo e todos.  Melhor morrer de uma vez do que sentir isso o que estou sentindo. Eu nunca fiz de propósito, nunca tentei magoar você e nem destruir a sua família, nunca tentei acabar com seus sonhos, eu sempre quis seguir os meus, mas você estava neles. Sim estava, não está mais. Eu vou te mostrar que isso não é nada. E que nunca irá influenciar na minha vida, te mostrarei que a minha escolha de ser homossexual não irá mudar nada. E realmente eu não ligo para o que os outros falam de mim, pro que dizem pro que pensam. Eu ligava para o que você achava agora já não ligo mais, seu preconceito me fez rever meus conceitos por você e já não é os mesmos. Desculpe-me ser uma filha assim, eu não escolhi, esse é meu destino é minha vida. E eu sempre irei buscar a minha felicidade e irei passar por cima de tudo e todos para que isso ocorra. E irei te mostrar que isso não vai destruir a minha vida, esfregarei na sua frente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário