sexta-feira, 3 de maio de 2013



Você por acaso sabe como eu estou me sentindo? Parou pra pensar pelo menos os meus motivos por eu estar assim? Por eu ser assim? Já parou pra pensar que você poderia ter perguntado o porque de tudo isso? Já pensou em tentar parar de enxergar o meu orgulho o meu egoísmo e já olhou pra si própria? Já parou pra pensar que por mais que seja eu a que esteja causando todo esse alvoroço, eu tenho a merda de um coração aqui dentro e que do mesmo jeito que o seu, o meu também dói e machuca? Que por trás dessa pessoa fria que sou, tem uma pessoa amável e que só tem vontade de viver e ser feliz? Aproveitar a vida no máximo possível? Não, você não sabe de nada disso. Você não se preocupa por isso. Eu sempre tentei ser a melhor filha possível, sempre tentei, mas nunca consegui, e sabe o porque? Porque você me compara, me compara a uma pessoa que não é digna nem disso e isso me deixa enfurecida, me deixa puta mesmo, porque eu vi tudo o que ele fez pra você, vi o que você já passou com ele e o tanto que sofreu, então por favor, não me compare a ele. Só tenta me entender, eu quero a MINHA vida, quero seguir em frente, quero ter  responsabilidades! Você me criou como uma princesa, sim, criou, agradeço por isso, só que querendo ou não, pode parecer mentira, mas realmente não  gosto disso. Não quero mais uma vida assim, quero sim ter que lavar a louça, mesmo sabendo que minha alergia vai atacar e meus dedos ficarão na carne viva, quero ter que sair pra trabalhar de manha e voltar a noite, quero ter que fazer as comprar no mercado e pagar contas. Só que eu sei que aqui eu nunca vou conseguir, porque infelizmente sou acostumada com essa comodidade desde pequena. Aqui eu não vou mudar. Eu sei.
Só fica a minha pergunta aqui: Já parou pra pensar nisso?
Eu não sei como tirar essa angustia, essa magoa, essa dor que está dentro de mim. Sinto que tem algo apertando meu coração, minha cabeça parece que vai explodir, meu corpo parece tão cansado como o de alguém que tenha corrido três dias seguidos sem parar para beber água. Não sei de onde vem tanta lágrima assim, daria para matar a sede de alguma pessoa. Quando parece que minhas lágrimas estão secando, sinto uma necessidade tão grande de beber água que fica uma frase meio assim: "um copo de água depõe uma hora de lágrimas caindo".
Tenho me sentido tão sozinha, mesmo sabendo que não estou. Não está fácil, dói mais do que nunca. Esse vazio dentro de mim é algo tão atordoante que faz-me sentir perdida em meio a tantas pessoas. Não que antes disso não me sentia perdida com tanta futilidade a solta, porém, agora é tudo diferente. Quando é algo nosso, é mais difícil de acreditar que aquilo está acontecendo, que você realmente está sentindo tudo aquilo! E ai se da conta de que tais sentimentos são mesmos "sentiveis", que realmente existe, que é possível sentir. E que se você sente, existe outras pessoas que sentem também. Eu não sei nem como escrever isso. Mas nem chorar todo o tempo agora está amenizando tudo o que estou sentindo, agora o que eu tento escrever, porque nem falar não dá.